Quem sou eu?


                                           Sobre o Editor        

    PAULO TARCISO FREIRE DE ALMEIDA. Buiquense, nascido no dia 22 de março de 1964, filho do casal Édio Arcoverde de Almeida (falecido em 03.04.2007) e Maria de Lourdes Freire de Almeida. Cursou o antigo “prezinho” e o primário no Instituto Santo Ambrósio e nas Escolas São Félix de Cantalice (Antigo Colégio das Freiras), bem como na Escola Duque de Caxias, passando mais tempo no Colégio das religiosas. Da 5ª série até concluir o segundo grau, estudou na Escola Estadual Vigário João Inácio.

            Terminado o 2º grau em dezembro de 1982, passou cinco anos sem estudar, quando em 1.988 reiniciou os estudos, fazendo o vestibular na Faculdade de Formação de Professores de Arcoverde, para o Curso de Letras. Aprovado, veio a concluir em junho de 1991, colando grau no dia 13 de julho daquele ano.


           No ano seguinte, em 21 de março de 1992, na cidade de Delmiro Gouveia (AL) casou-se com a alagoana, QUITÉRIA BEZERRA CAVALCANTI, que passou a chamar-se QUITÉRIA CAVALCANTI DE ALMEIDA, com quem tem três filhos - LUCAS WESLEY DE ALMEIDA CAVALCANTI, nascido em Delmiro Gouveia (AL) em 14 de janeiro de 1993; JOHNATAS MATHEWS DE ALMEIDA CAVALCANTI, nascido, também em Delmiro Gouveia (AL) em  25 de junho de 1995 e MARCOS WILLIAN DE ALMEIDA CAVALCANTI, nascido em Arcoverde (PE), em 17 de março de 1998.

             Em Janeiro de 2004 iniciou novo curso, desta vez a escolha foi Direito, na Faculdade de Direito de Caruaru (ASCES - Associação Caruaruense de Ensino Superior), cuja conclusão se deu em dezembro de 2008. 

            Simpatizante da poesia popular escreveu mais de cem livretos de cordel, dentre eles um que na primeira tirarem foram vendidas duas mil cópias, em menos de uma semana, intitulado “O POBE NA INLEIÇÃO”, uma crítica ao sistema político em voga no interior do nordeste, onde a compra de voto empobrece a nossa democracia. Depois deste trabalho veio o segundo, intitulado “VIOLÊNCIA NA TV”, uma crítica ao mau uso da televisão, como um instrumento simplesmente de gerar lucro financeiro aos seus empresários. Esses dois trabalhos já foram republicados três vezes e tem sido uma presença constante nas apresentações que o mesmo realiza em escolas, câmaras, faculdades, bibliotecas, etc.     

            Outros trabalhos em cordel: De Maquiavel veio “O PRÍNCIPE”, adaptado em forma de poesia cordelista. Outra adaptação para a linguagem popular foi “O LEVIATÔ, de Thomas Hobbes. Estes dois últimos inicialmente foram apenas apresentados em forma de trabalho na faculdade, porém, com o incentivo dos professores, dentre eles a Doutora em ciência Política ANA MARIA BARROS, da Faculdade de Direito de Caruaru (PE), foram levados à gráfica quatro mil cópias, inclusive com o apoio da ASCES – Associação Caruaruense de Ensino Superior. Esse trabalho também já foi republicado duas vezes.  

                   
            Em março de 2016 concluiu o curso de pós-graduação, em Língua portuguesa e suas literaturas, pela Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde.

            Apenas pelo prazer de escrever em forma de cordel, o autor concluiu e apresentou ao público a biografia do maior astro da música popular nordestina Luiz Gonzaga, sob o título “GONZAGA, SAGA E SAUDADE” e do grande líder político MIGUEL ARRAES DE ALENCAR, sob o título “ARRAES’TANDO EM VERSO & PROSA”, o primeiro já publicado e lançado em praça pública no dia 23 de junho de 2012 (véspera de São João), em evento homenageando o rei do baião, pelo seu centenário de nascimento. Nesse evento o autor não só declamou o cordel narrando a história do Gonzagão, como também cantou diversas canções do artista, acompanhado por sanfona, zabumba, triângulo e violão e o mais importante, no meio da feira, assistindo e aplaudido por pessoas simples do povo. “Do jeito que o Gonzagão gostava”.  

            Também são de sua autoria os cordéis:

a)                    “OS VINTE ANOS DA CONSTITUIÇÃO CIDADÔ, cujo lançamento foi inclusive matéria levada ao ar pela TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, em virtude do aniversário da Constituição Federal;

b)              “A LEI MARIA DA PENHA” que fala sobre a violência contra a mulher ou “violência doméstica”;

c)              “CONSELHO AOS PAIS que trata-se OS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE”;

 d)             e “A AGONIA DO TIO JUCA” um pedido de socorro em prol do rio Ipojuca, trabalho feito a pedido dos professores da Faculdade de Direito que estavam realizando uma campanha em prol daquele rio;

 e)                      TUDO OU NADA – mensagem de encorajamento para os jovens no sentido de confiarem nos seus talentos e se esforçarem, pois tudo é possível aquele que se esforça e acredita nos seus sonhos;

 f) CONSELHO DO VELHINHO – uma mensagem de despertamento para os jovens e adolescentes sobre o perigo das drogas e os benefícios da prática de esportes;

 f)                      A FEIRA DE CARUARU – Narração em poesia de cordel sobre a maior feira ao ar livre do país, contando detalhes importantes sobre a mesma, tais como: número de feirantes, número de bancas, tipos de mercadorias, renda, etc. 

 g)                     POLÍTICA E POLITICAGEM – Uma análise do que significa a política como ciência e a prática da politicagem que está muito distante de sua origem e que infelizmente tem sido praticada praticamente no mundo inteiro, com mais especialidade em nosso país;

 h)                     O POLÍTICO E O BABÃO – Uma crítica acirrada aos fanáticos políticos que aplaudem seu líder, mesmo vendo as maiores aberrações nos seus governos;

 i)                       A CHACINA DE REALENGO – Sobre o fato que chocou o mundo inteiro, quando um ex-aluno de uma escola de um município do Estado do Rio de Janeiro assassinou doze crianças.

 j)                      A HISTÓRIA DA PÁSCOA – Narrativa sobre a origem da páscoa, desde a sua instituição no Egito antigo sob a coordenação de Moisés até os dias atuais.

 k)                     A CIRURGIA – Narrativa de forma cômica sobre três cirurgias que o autor foi submetido.

 Dentre outros trabalhos.

            PAULO TARCISO é também autor do livro intitulado “AS JANELAS DO SOBRADO”, que retrata a vida do município de Buíque e seus personagens nas décadas de 50 a 90, cujo lançamento ocorreu no dia 30 de setembro de 2011, no salão de eventos do Centro pastoral da cidade de Buíque, evento que contou com a presença de diversas autoridades do município, além de professores, empresários e grande número de amigos do escritor.


            Coordenou o livro intitulado “DESPERTAR POÉTICO”, constando várias poesias e poemas de alunos da rede municipal e estadual de ensino, algumas poesias escritas durante seminários dirigido pelo autor. O lançamento dessa obra ocorreu no prédio do SESC-LER de Buíque que apoiou o projeto. 


               Em setembro de 2017 publica e lança, pela Editora cearense Premius,  o livro “PÃO, VINHO E POESIA”, obra que contem os quatro evangelhos e o livro de Atos dos Apóstolos, todo em forma de poesia de cordel, lançamento que aconteceu no Salão nobre a Pousada Santos, em Buíque.

 

 Link com matéria do lançamento do livro referido:

https://choqueculturalbuique.blogspot.com/2018/09/nasceu-na-noite-desta-sexta-

                      Já no dia 14 de outubro de 2021 Tarciso lança o livro “A maravilhosa Graça de Deus na antiga e na nova aliança”,  pela Editora carioca “Autografia”, evento que ocorreu no Auditório da Escola Técnica Cyl Gallindo. Veja no Link abaixo matéria sobre o evento. O livro foi resultado de uma Monografia do curso de teologia que o mesmo concluiu pelo Instituto Logos de Teologia. Confira abaixo matéria sobre a “noite de autógrafos”

 

 

Link: http://www.paulocordel.com/2021/10/agradecimento-pela-noite-de-autografos.html

               Em se falando de trabalho PAULO TARCISO já exerceu várias atividades desde a época de criança, quando vendia cocadas de coco fabricadas por sua genitora e pegava “frete” com carrinho de mão nas feiras livre de sua cidade. Na época de adolescente trabalhou no mercado Santo Antonio, por cerca de dois anos, depois no Mercado Moderna, do empresário LUIS NILSON, atualmente denominado MERCADO MENOR PREÇO REAL. Ali trabalhou por cinco anos, saindo de lá para exercer a função de Escrevente autorizado no cartório de Registro Geral de Imóveis desta cidade, cartório que tinha como diretor o escrivão JOSÉ INÁCIO CURSINO DE FREITAS, o saudoso “Xéu” falecido há cerca de dois anos.

              Há mais de trinta anos trabalha no fórum da Comarca de Buíque-PE, onde exerce o cargo de chefe do cartório de distribuição.

            PAULO TARCISO, como amante da cultura popular tem feito apresentações artísticas com o espetáculo “CORDEL ARTE & CULTURA,  no qual declama poesias de sua autoria e de outros poetas nordestinos, canta canções populares e folclóricas, do cancioneiro nordestino.

             A apresentação desse espetáculo já ocorreu em várias cidades, com destaque para um recital que foi realizado no Fórum Rodolfo Aureliano, na capital Recife, no auditório da AESA (Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde), Salão de eventos do SESC Arcoverde, Câmara de Vereadores do município de Pedra/PE, dentre outros locais, sempre com o auditório superlotado. O espetáculo não está mais sendo apresentado, em virtude dos componentes do grupo estarem exercendo outras atividades profissionais. 

              Já teve dois trabalhos em cordel que foram matérias jornalísticas na TV Asa Branca, e no NE-TV da Rede Globo Nordeste, um deles foi “OS VINTE ANOS DA CONSTITUIÇÃO CIDADÔ, levado ao ar no dia 05 de outubro de 2008, em comemoração ao aniversário da Carta Magna brasileira, outro caso foi “O PRÍNCIPE”, tradução do clássico de Maquiavel.  

               Atualmente está concluindo outro livro, ainda sem título, que pretende lançar no próximo ano.  

                No ícone "BALAIO DE CORDÉIS", o leitor pode conferir vários cordéis ali publicados. é só clicar na capa do título escolhido que o texto vai se abrir por completo.   

                  ATUALIZAÇÃO EM 26 DE FEVEREIRO DE 2022

Nenhum comentário:

Postar um comentário