ALEMANHA .É CAMPEÃ NA COPA FIFA BRASIL



ALEMANHA  É CAMPEÃ
NA COPA FIFA BRASIL
Autor: Paulo Tarciso Freire de Almeida


Cordel disponível no Youtube, declamado com fundo musical, voz e imagens inéditas da copa mundial de 2014.  

Foi no dia 03 de junho

Dois mil e três era o ano

CONMEBOL anunciava

Três países têm no plano

Argentina quer a copa

A Colômbia teve a nota

Mas o Brasil sai ganhando.





No dia 30 de outubro

Do ano dois mil e sete

O presidente da FIFA

Joseph Blatter esclarece

A COPA É NO BRASIL

O governo garantiu

O que é preciso acontece.





Estádios pra reformar

Outros para construir

Aeroportos aumentados

E o que a FIFA pedir

O governo pronto está

Para a copa sediar

E as despesas assumir.





Os protestos populares

Começaram acontecer

Pelos gastos com a copa

Muitos queriam dizer:

É melhor em hospitais

Escolas e sociais

Temos demais por fazer.



Mas passado esse período

Mesmo o povo reclamando

Dilma não cruzou os braços

12 de junho chegando

E numa tarde serena

No Corinthians e sua arena

Nova copa começando.





Danças foram apresentadas

Representando o Brasil

Espetáculo para o mundo

Que tava lá assistiu

Cláudia Leite e Jennifer Lopez

E Pitbull com um capote

O mundo inteiro aplaudiu.





Vou destacar alguns jogos

Porém darei atenção

Para a nossa canarinha

Antes dou a escalação

Os nomes dos jogadores

Que não foram bons atores

Na lista do Felipão.





Luiz Felipe Scolari

Foi o técnico novamente

Campeão dois mil e dois

Naquele tempo excelente

Mas agora deu canudo

Foi chamado “cabiçudo”

Outros disseram: “imprudente”.





Carlos Alberto Parreira

Que foi o coordenador

Como seu auxiliar

E a equipe inda contou

Com aquele bigodão

O Murtosa bem gordão

Que de nada adiantou.



Mas vamos aos jogadores

E vou aqui lhes lembrar

O goleiro Júlio César

Que foi sim o titular

Os reservas Jefferson e Victor

E na zaga dou um grito

Para os seus nomes citar.





Thiago Silva e Henrique

Dante e Davíd Luíz

Nas laterais cito eles

Daniel não foi feliz

Maicon, Maxwell e Marcelo

Com terno Verde e amarelo

Todos perante o Juiz.





Os volantes: Fernandinho

Hernanes, Luiz Gustavo

Teve Paulinho e Ramires

E como meias escalaram

O Willian e Oscar

Para a bola não parar

Mas foi pouco o resultado.





Atacantes eram Bernard,

Fred, Hulk e também Jô

E Neymar o mais famoso

Inclusive fez mais “gol”

Esses foram os componentes

Que representaram a gente

Na copa que se passou.





E foi com essa equipe

Que o Brasil foi campeão

Confederações da FIFA

E ficou na condição

Primeiro lugar do grupo

Isso sim eu não discuto

“Grupo A” na divisão. 



Logo no primeiro jogo

Entre o Brasil e a Croácia

Lá na Arena Corinthians

Neymar mostra sua raça

Faz dois gols e Oscar outro

Mas Marcelo em alvoroço

Um gol contra a gente marca.





O placar foi três a um (3 x 1)

Venceu assim o Brasil

No Estado de São Paulo

Quem tava lá tudo viu

Quem assistiu na TV

Teve a chance de rever

No replay e aplaudiu.





Já no dia dezessete

De junho vale lembrar

No Estádio Castelão

Fortaleza – Ceará

Vinha a nossa seleção

Com a mesma escalação

Os mexicanos enfrentar.





O placar foi zero a zero

Pois o goleiro Ochoa

Defendeu diversos lances

Belas chutadas das boas

Parecia um paredão

E naquela seleção

Não entrava bola a toa.





E no dia vinte e três

Das melhores seleções

Dessa vez a escolhida

Era a de Camarões

No Estádio de Brasília

Chamado Mané Garrincha

Homenagem aos campeões.



O Brasil faz quatro a um

Digo agora quem marcou

De Neymar foi logo dois

Fred depois completou

Inda teve o Fernandinho

Botou a bola no ninho

E depois comemorou.





De Camarões quem fez marca

Foi o jogador Matip

Deixou um na nossa rede

Chega nos deu arrilique

Mas a partida encerrava

E o placar anunciava

O Brasil seguia líder.





O Neymar recebe o prêmio

Foi o melhor na partida

Marcando nele dois gols

E outro fato se cita

Paulinho perdeu a vaga

Fernandinho entra e consagra

E teve boa acolhida.





Mas a copa vai seguindo

Dia vinte e oito vem

O Brasil enfrenta o Chile

No Mineirão nota cem

Termina o tempo normal

Zero a zero por igual

Prorrogação logo vem.





Novamente zero a zero

Partida dura demais

Depois da guerra de nervos

A decisão segue atrás

Agora para encerrar

Nos pênaltis vai disputar

 Publicam assim os jornais.



O primeiro a cobrar

Foi nosso Davíd Luiz

Um a zero pro Brasil

E a torcida feliz

Do Chile vem o Pinilla

Perdeu o gol e a fila

O Júlio César é quem diz.





Outra cobrança já vem

Com William a chutar

Perde o pênalti cobrado

Vê o povo reclamar

Do Chile vem o Alexis

Seus colegas não esquecem

Perde o gol e vai chorar.





Agora vem o Marcelo

Cobrar pela canarinha

Acerta o gol bem no alvo

E a torcida amarelinha

Vibra com o gol marcado

Arangüiz do outro lado

Gol do Chile a tardinha.





Outra cobrança de pênalti

Pela nossa seleção

É do Hulk agora o chute

Todos nervosos estão

Ela erra e os olhos fecha

Feito índio errando a flecha

Entristece a multidão. 





Depois vem Marcelo Dias

Do Chile para cobrar

Júlio César não defende

E ver a bola entrar

Dois a dois está o jogo

Cabeça queima igual fogo

Mas faltam dois pra chutar.



Neymar, é a sua vez

Você não pode esquecer

Ele cobra e a bola entra

E a turma toda a torcer

Pelo Chile a última chance

Gonzalo Jara avante

E vem o pênalti perder.





Assim se encerra a partida

Três a dois pra canarinha

É festa por todo canto

O avô, o filho e a netinha

Jogadores que se abraçam

E já pensavam na taça

Torcida com a bandeirinha.





Mas a copa continua

Vem de julho o dia quatro

Pelas dezessete horas

No Castelão é um fato

Estado de Fortaleza

A dúvida e a incerteza

Vai ser campeão de fato?





O jogo é muito duro

Thiago Silva faz um

E foi no segundo tempo

Davíd Luiz sem nenhum

Marca outro e fica dois

Mas pouco tempo depois

Rodriguez quebra o jejum.





Termina assim o placar

Brasil dois, um pra Colômbia

E o país comemora

De Brasília à Amazônia

Até índios na floresta

Participavam da festa

Em toda sua colônia. 



 Foi nesse jogo ao final

Que o zaga colombiano

Zuñiga covardemente

O Neymar foi machucando

Com o joelho e a pancada

Nas costas foi acertada

E caído sai chorando.





Lesão grave diz o médico

Tá fora da decisão

O mundo inteiro lamenta

Foi grande a decepção

E a seleção brasileira

Que já não tava a primeira

“Fica sem pé e sem mão”.

   



Chega o dia oito de julho

Fatal para nossa história

Em termos de futebol

Não vai sair da memória

No Estádio Mineirão

Cala nossa seleção

Que se tornou uma escória.





Jogo às dezesseis horas

Com o Estádio lotado

Dessa vez Neymar tá fora

Pois estava machucado

Com Bernard em seu lugar

Paulinho, Willian estão lá

Ramires foi escalado.





O jogo começa bem

O Brasil a dominar

Mas isso foi pouco tempo

E algo de espantar

Ocorre dentro do campo

Deixa a torcida em espanto

Com o que vinha por lá.



Com dez minutos de jogo

Em cobrança de escanteio

Kroos cruza para Müller

Ele então chuta certeiro

Não tinha quem lhe marcasse

E ele então nesse passe

Marca assim o gol primeiro.





O outro gol não demora

Pois Klose chutou certeiro

Júlio César inda defende

E o rebote traiçoeiro

A bola entra ao fundo

Foi apenas o segundo

Daquele grande artilheiro.





Com esse gol então passa

Klose a ser considerado

O maior dos artilheiros

Título antes consagrado

Pelo nosso campeão

O fenômeno Ronaldão

Foi assim ultrapassado.





Esse grande artilheiro

Tinha em copas 15 gols

O Klose fez dezesseis

E o título assim ganhou

E foi certo, com justiça

Isso todo mundo explica

E o jogo continuou.





Em dois minutos depois

Sem demora, o terceiro

Veio o Kroos aos vinte e quatro

Ele um grande artilheiro

Passe certo de Khedira

O placar ninguém mais vira

O quarto vinha ligeiro. 



Pois passados dois minutos

Já no tempo vinte e seis

O Kroos chega novamente

Ele não perdeu a vez

Faz então o quarto gol

A torcida se calou

Mas eu repito a vocês...





Ainda vinha mais gol

Pra aumentar a tristeza

Khedira marcou o quinto

Aos vinte e oito e a certeza

Ninguém mais vira o placar

Viemos aqui jogar

Não vamos então dar moleza.





Termina o primeiro tempo

Alemanha cinco a zero

A torcida brasileira

Vestia verde a amarelo

Alegria foi embora

Está manchada a história

Lembrança igual eu não quero.





E os nossos jogadores

Pareciam anestesiados

Perderam toda ação

No Estádio amedrontados

Enquanto isso mais gol

A Alemanha faz show

Foram mais equilibrados.





Disseram: Foi apagão

Outros dizem foi vendido

O que foi não se explica

Só sei que estamos perdidos

Chegando o segundo tempo

O Schürrle chutou lá dentro

Foi o sexto e bem bonito.



Esse mesmo artilheiro

Ainda tinha outro gol

Pois passados dez minutos

Fez o sétimo e aí parou

Parece que combinaram:

Vamos deixar os coitados

Dar pelo menos um vôo.





A torcida já vibrava

Pelo time alemão

Gritava: “Olé, olé

Dá-lhe, dá-lhe campeão !”

E vaiava os brasileiros

No vexame verdadeiro

Que nos fez decepção.





Já aos noventa minutos

Para não ficar no zero

Vem Oscar e marca um

Pelo verde e amarelo

Mas não tem animação

Pra quem já foi campeão

Só faltou dançar bolero.





Terminava a partida

Alemanha sete a um

Com justiça pois jogou

Uma partida incomum

Conquistou e mereceu

Na final apareceu

Para quebrar seu jejum.





O Brasil só disputou

Para o terceiro lugar

Enfrentava a Holanda

Mas mesmo assim sem Neymar

Dessa fez foi em Brasília

Estádio Mané Garrincha

E a torcida por lá.



Perdemos por três a zero

Van Persie fez o primeiro

Daley Blind o segundo

E Georginio o terceiro

E acabava então o sonho

Do brasileiro tristonho

Vendo um grande pesadelo.





Veio então a final

Argentina e Alemanha

O nosso maior rival

Brasil corado em vergonha

O Maracanã lotado

O mundo inteiro ligado

Um vai dar o outro apanha.





Depois de cantados os hinos

Messi estava no campo

Pelo time argentino

E cada qual no seu canto

Thomas Müller o alemão

Incentiva a seleção

Para jogar sem espanto.





Passado o primeiro tempo

Zero a zero a partida

Depois no tempo segundo

Nada mudava a corrida

E o placar anunciava

Zero a zero e preparava

Prorrogação resolvida.





Primeiros quinze minutos

Zero a zero novamente

Jogadores já cansados

Muito ataque pela frente

Mas a vitória suada

Era só anunciada

Nos minutos consequentes.



Mas foi apenas um gol

Mario Götze o alemão

Nos minutos já finais

Daquela prorrogação

Deu adeus a Argentina

E tornou em sua sina

Time tetracampeão.



Foi assim uma grande festa

Muita gente deu as mãos

O povo bem recebido

Se abraçando como irmãos

E falas do mundo inteiro

Povo bom, feliz e ordeiro

Viveram aqui em união.





Perdemos de sete a um

Mas vamos fazer o quê?

Jogador ganha milhões

Quanto ganha eu e você?

Vamos deixar de besteira

Nunca vivi de chuteira

É o que quero dizer.



A próxima vai ser na Rússia

Vamos então aguardar

Quem sabe a canarinha

Vai tá de novo por lá

Jogar com garra de reis

Ser campeã sexta vez

Trazendo a taça pra cá!.



Afinal se nós ganhasse(mos)

Apesar da alegria

O seu salário aumentava?

O que em mim mudaria?

Pois outras copas virão

Receba assim meu irmão

Um abraço até outro dia.



PAULO TARCISO FREIRE DE ALMEIDA

Buíque/PE. Escrito em 18.07.2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário