NÃO ZOMBE DE DEUS


Literatura de cordel
NÃO ZOMBE DE DEUS
Autor: PAULO TARCISO
Buíque - PE

A finalidade deste
É o ouvinte alertar
Sobre o grande perigo
De frases sem se pensar
E sobre o nome de Deus
Que não somente os ateus
Falam sem raciocinar.

Alguns fatos que descrevo
Eu li em alguns jornais
Alguns eu até conheci
Pessoas simples demais
Outros, artistas famosos
Políticos e até glamorosos
Perderam a vida e a paz.

Zombaram de Deus com palavras
E viram o preço alcançado
Não sei se reconheceram
Antes do tempo marcado
Mas a história registra
E agora eu cito a lista
Dessas pessoas e seus casos.

Tancredo Neves de Almeida
Disse um dia sem pensar:
“Nem mesmo Deus me impede
Desta nação governar
Vou ser daqui presidente”
Foi uma frase imprudente
Pois não pesou seu falar.

Era um grande político
Homem de bem por sinal
Mineiro muito querido
Nesta nação sem igual
O tempo foi se passando
A eleição foi chegando
E um fato fenomenal:

 
Foi eleito presidente
E foi até diplomado
Um dia antes da posse
Como se fosse marcado
O presidente adoece
Grave doença aparece
E assim foi logo internado.

O Brasil todo fazia
Prece, promessa e oração
Todo o povo se uniu
Com muita fé e devoção
Mas a doença piorava
E o presidente sentava
Pra foto recordação.

Morreu e não governou
Nem mesmo sequer um dia
José Sarney o seu vice
Naquela hora viria
Assumir cargo excelente
Veio a ser presidente
Assim a história escrevia.


Outro nome que eu destaco
Agora é um artista
Muito jovem por sinal
Talento sobrava a vista
CAZUZA grande cantor
Vibrante compositor
Destaco então nesta lista.


Num grande show que ele fez
Subiu no palco e não mão
Um cigarro de maconha
Encheu todo seu pulmão
Soprou pra cima dizendo
Essa é pra ti Nazareno
De microfone na mão.
 

Não demorou muito tempo
Ele logo adoeceu
Uma doença incurável
No seu corpo apareceu
E eu pergunto agora
Como findou sua história?
Um mau exemplo ele deu.


Eu ouvi até dizer
Que quando estava doente
Já perto da sua morte
Uma enfermeira crente
Cuidava dele com amor
E ele então aceitou
Convite mais excelente.


Não sei dizer se é verdade
Mas o exemplo ficou
Zombou de Deus paga o preço
Impune ninguém ficou
Vou continuar minha lista
E outro grande artista
A minha mente “alembrou”:


RAUL SEIXAS o seu nome
Escreveu uma canção
Na qual disse uma frase
  Repito, preste atenção
Foi na canção Al Capone
Cantando no microfone
E isso a todo pulmão:

Ele disse: “Jesus Cristo
O melhor que você faz
É deixar o pai de lado
Foge pra morrer em paz!”
Como foi que ele morreu?
Alguém me diz meu rapaz?

 
Foi velho, rico e bem forte
Ou magro que só cancão?
- Jovem, na flor da idade
Na mais profunda ilusão
Mas foi um grande artista
Pra aumentar minha lista
Continuo a relação.

Outro cantor bem famoso
JOHN LENNON quero citar
Dos BEATLES, aquela banda
Lindas canções a cantar
E num momento impensado
Ele sentiu-se afamado
E foi assim se expressar:


“Nós somos muitos famosos
Mais que Jesus Nazareno”
O povo lhe aplaudia
No palco a luz se acendendo
A multidão aclamava
E a televisão mostrava
Aquele era um show “tremendo”.

Pouco tempo depois
A banda se desmanchou
E um próprio fã de John Lennon
Do seu revólver sacou
E atirou no artista
Entrava então nessa lista
Dos homens que a Deus zombou.

Mas ainda lembro mais
O dono do Titanic
Navio mais caro e bonito
Não era um barco a pique
Ao ver obra imponente
Seu dono disse imprudente
Tão forte como arribite:
 

Esse meu navio lindo
Nem Deus pode afundar
Ele foi bem construído
Engenheiro a calcular
Tudo aqui é de primeira
Veja quanta besteira
Pra Deus vir desafiar!.


Não fez nem duas viagens
Foi logo então na primeira
Apenas um “dedo mindinho”
De Deus naquela “frieira”
Um iceberg arranhou
E todo orgulho afundou
Não sobrou nem a “poeira”.


Mas ainda tem mais gente
Pra nesta lista incluir
Um grupo de jovens (amigos)
Pensando em se divertir
Isso foi lá em Campinas (SP)
Vários rapazes e meninas
Pensavam só em curtir.


A mãe vendo sua filha
Naquele carro entrando
Foi pedindo para a jovem
Para ficar no seu canto
Descansando com a família
Mas a resposta que ouvia
Foi uma frase de espanto:


“Eu vou é me divertir”
A pobre mãe escutou
Respondeu: “- Vá com Jesus!”
Te acompanhe o Senhor
A filha lhe respondeu:
“Não tá cabendo nem eu
O espaço já se acabou”.

 
Só se Jesus for na mala
Não sei se ele vai querer
E partiram rapidinho
E era som pra valer
Na frente o carro bateu
E aquela jovem morreu
E perguntavam: “por que?”.


O carro se acabou todo
Não aproveitou nem pneu
E quando abriram a mala
Algo estranho aconteceu
Os ovos de uma bandeja
Não quebrou um só que seja
“Pois lá dentro estava Deus”.


Não foi a filha que disse
Na cabine não cabia
Pois foram sem ter Jesus
A mais doce companhia
Botaram ele na mala
E do acidente na estrada
Nenhum dos jovens previa.


MARYLIN MONROE, bela jovem
Um dia também falou
Não preciso de Jesus
Disse assim para um pastor
Uma semana a mais
Já se sentia sem paz
Morreu, lhe faltava amor.

Foi uma grande atriz
Ganhou sucesso e glamour
Mas sem Jesus nada disso
Tem por si só um valor
Por isso chame Jesus
Só Ele tem vida e luz
E nos dar vida e amor.

  
Eu conheci certo homem
Perto da minha cidade
Que emprestava dinheiro
Se achava rico em verdade
Mas certo dia falou
Para um velho senhor
Já avançado em idade:

O idoso disse a ele:
“-Hoje aqui vai chover
O céu tá ficando escuro
Nuvens estão a descer
Mas o “rico” homem disse
Mesmo cheio de tolice
Querendo ter mais saber:

Pra chover nesta cidade
Tem que ser grande a mijada
Eu mesmo não acredito
Isso é conversa fiada
E uma palavra disse
Que aqui eu não registro
Porque foi muito pesada.

Quando foi com meia hora
O céu todo escureceu
A chuva veio e das grossas
E o povo no aperreio
Na casa do homem tal
Água fez um vendaval
Não se sabe de onde veio.

Pela porta da cozinha
Entrou como umaenxorrada”
A porta caiu abaixo
Muitos móveis em disparada
E uma mala com dinheiro
Que juntou a ano inteiro
Foi descendo numa vala.

Era todo o seu dinheiro
E os juros recebidos
Pois era um grande agiota
Na região conhecido
Foi muita nota espalhada
E muitas delas rasgada
Por ter a Deus ofendido.


Esse outro eu conheci
Pois foi na minha cidade
Quando fizeram a barragem
Pra nossa comunidade
O engenheiro da obra
Disse uma certa hora
Para sua infelicidade:


Pra essa barragem encher
“Deus vai ter que trabalhar!”
Passados apenas dois dias
Em plena “luz” a brilhar
Desceu uma chuva tão grande
Que arrombou todo o tanque
Represa vindo a estourar.


Levou casas e móveis
Até animais também
Desceu ladeira abaixo
Velocidade a cem
E comentário surgiu
O engenheiro feriu
E Deus não fica refém.


Tem gente que diz assim:
Mas e Deus não é amor?
É claro que ele é
A muitos já perdoou
Mas ele também é justiça
Quem zomba dele não fica
Impune, ah não meu senhor.


Rei, rainha ou governante
Tem que a Ele respeitar
Pois todo poder é dele
Ele quem toma e quem dar
 Não nos deve explicação
Tá na sua direção
Queira ou não acreditar.

Creia Nele e no seu nome
Isso eu chamo de fé
Que Ele então te abençoe
Proteja e mantenha em pé
Desejo felicidade
Caminho vida e verdade
Só Jesus de Nazaré.

Buíque, 13 de outubro de 2009,
às 23:10 horas. 

Paulo Tarciso Freire de Almeida
Contato: email: paaulocordel @hotmail.com
Celular (87) 9.9995.4400

Nenhum comentário:

Postar um comentário