segunda-feira, 28 de maio de 2018

AINDA SOBRE A GREVE DOS CAMINHONEIROS – OREMOS PELO NOSSO PAÍS !




          Sem alcançar nenhum êxito prático até a presente data com suas propostas, o desgoverno opaco e impopular do “presidento” Temer continua amargando com o alargamento da greve ou protesto dos caminhoneiros, que não só continua em todo país, como avança, com a adesão cada vez maior da população.

            Como temos visto, e não é novidade para ninguém, alguns canais de TV procuram manipular as informações e só veiculam  matérias de acordo com seu interesse, sempre mostrando alguns poucos pontos negativos, que todo movimento com multidões sempre está sujeito.

            O protesto tem dividido opiniões até dos mais experts em política. Tenho visto alguns defensores do governo petista apoiando o movimento enquanto outros desse mesmo partido criticam a greve alegando que ela é patrocinada pelo alto escalão dos empresários da rede de transportes, já que os caminhoneiros não teriam “tanto fôlego” se não fosse a ordem dos seus patrões.

            Por outro lado, percebe-se alguns líderes políticos querendo tirar proveito do movimento, já visando as eleições vindouras de outubro. Com raríssimas exceções sem inocentar nenhuma sigla partidária, todo mundo sabe (mas muitos fingem não saber), que a crise que estamos atravessando não é culpa de um só (des)governo. É fruto de uma escala de rombos e assaltos aos cofres públicos que vem ocorrendo desde que o Brasil foi descoberto e esqueceram de cobrir novamente.  

            O Câncer da corrupção já se alastrou tanto que se transformou em matástase e agora, no meu entender não será resolvido por um partido político ou por um “salvador da pátria”. Será preciso uma intervenção divina, que muitas vezes usa a população como instrumento para fazer esse trabalho.  

            Seja você quem for, professe qualquer crédulo religioso: católico, crente, espirita ou de qualquer outro seguimento “OREMOS PELO NOSSO PAÍS” pois a solução não está num partido político, que como o próprio nome já diz “PARTIDO” e não um todo, ou numa ideologia (existem tantas), mas em DEUS. Vamos apoiar e participar do movimento, de forma democrática e com ordem, mas não esqueçamos também de pedir a intervenção divina!.  

            Essa é minha modesta opinião, evidentemente, respeitando e abraçando todos aqueles que pensam diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário