sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

10 DIAS DE FÉRIAS NA COMPANHIA DE AUGUSTO CURY





         Depois de vários anos sem gozar férias, pois nos anos anteriores, apesar de oficialmente está descansando, por minha própria conta continuava trabalhando, ou, gozava apenas oito ou dez dias; neste ano de 2018 resolvi gozar de fato os 30 dias de férias, conforme direito legal. 

         Como gosto muito de ler, aproveitei para dar uma atualizada nessa "viagem", iniciando com a coleção de cinco livros de Augusto Cury, denominada “ANALISE DA INTELIGÊNCIA DE CRISTO”, cujo primeiro livro é “O MESTRE DOS MESTRES”. Em apenas quatro dias li esta obra, na qual o autor discorre de maneira profunda e “agradável ao paladar” do leitor, sobre algumas características da personalidade de Jesus, que muitas vezes nós não percebemos numa simples leitura do livro sagrado.

         Em sua análise, Cury nos introduz no âmago da história bíblica, nos transformando de um mero leitor, num personagem vivo daquela época, andando pelas estradas empoeiradas da Galiléia, Nazaré, Samaria e cidades circunvizinhas, na companhia do mestre Jesus, ouvindo as boas novas do reino. Sua maneira de acolher, compreender e orientar  “os rejeitados”, sempre os recebendo como “herdeiros do reino “. 

         Numa análise psicológica, nos surpreendemos com as atitudes de Jesus: Quando esperava que ele falasse, ele se calava. Quando se esperava que ele aplicasse uma punição, ele perdoava. Quando perguntado pelos fariseus e saduceus, sempre mau intencionados, em vez de responder, ele devolvia com outras perguntas, sempre sem respostas. Quando ameaçado de prisão, em vez de correr, se entregava, e, quando esperavam que ele tomasse as rédeas do poder terreno, ele declarava: “o meu reino não é desse mundo”.

            Na obra em apreço, o leitor faz uma viagem pelos mistérios da mente do mestre Jesus e, independente de qual seja o seu credo religioso, vai perceber que sua mensagem continua universal e que fora do aspecto religioso ou espiritual, todo aquele que pratica suas orientações é sempre o primeiro a ser beneficiado.

         Após concluir o livro ainda iniciei a leitura do segundo da coleção: “O mestre da sensibilidade” e como a companhia do psicólogo escritor estava muito boa, resolvi assistir um filme, baseado em sua obra “O VENDEDOR DE SONHOS”, no qual procura o autor demonstrar a vida humana em suas várias nuances, concluindo que é nas coisas mais simples que encontramos a felicidade, embora o ser humano sempre está a buscando na fama e no poder, ambos passageiros e inquietantes da alma. Impossível assistir esse filme ou ler o livro e não transformado, o qual recomendo a todos os leitores, basta acessar no youtube e ter o mesmo prazer que este escriba popular teve. 

         No mais, é curtir os filhos, regar plantas, assistir filmes, dormir sem preocupação com horário de se levantar e ir trabalhar e desejar boas férias, aqueles que como eu estão gozando desse direito que a lei nos concede.

Nenhum comentário:

Postar um comentário